quinta-feira, 16 de junho de 2016

O VALOR DO BOM HUMOR

Rir é o melhor remédio.

Inspirado no valor da terapia do bom humor e do riso nos momentos certos das nossas ações cotidianas e no seu efeito salutar na nossa saúde física e mental, recomendamos adotar os princípios aqui expostos na sua vida diária.

Portanto, a partir deste momento:

LEVAREI o bom humor para o meu local de trabalho e dentro do meu lar, pois sei que ele me trará serenidade, afastará o pessimismo e abrirá caminho para o triunfo, afugentando o nervosismo, os receios infundados e o derrotismo.

PROCURAREI sempre dar a importância devida à adoção de uma atitude de pré-disposição ao bom humor e ao riso a todos os atos da minha vida.

JAMAIS me lamentarei das minhas faltas nem dos meus erros; antes, procurarei tirar proveito deles, mostrando-me bem-humorado e compreensivo, mantendo o ânimo forte.

SEREI sério, sim, para analisar e julgar as coisas sérias da vida, mas recusar-me-ei a tornar-me demasiado sério nos momentos de descontração e relaxamento.

CULTIVAREI , constantemente, o bom humor, procurando encontrar, nos momentos certos, um meio de rir, sempre que estiver precisando relaxar a tensão emocional acumulada na luta pela vida.

PROCURAREI atrair novos amigos, adotando sempre uma atitude jovial e bem- humorada, através do bom diálogo e da cordialidade no trato com as pessoas, mostrando caloroso interesse por elas e amor ao próximo.

SEI que o riso é o melhor remédio, inimigo da dor, útil contra a melancolia e o tédio, ajudando a eliminar os meus receios, as minhas preocupações, a autopiedade, os ressentimentos, o desespero e o derrotismo.

SEI , também, que o riso é um meio natural que a minha mente encontra para exercitar os meus órgãos internos, principalmente o coração, os pulmões e o fígado, ativando a circulação sangüínea e a respiração, dilatando o tórax e expulsando o ar viciado do fundo dos meus pulmões, valendo o aforismo latino "mens sana in corpore sano"; por isso mesmo, tudo farei para desenvolver este estado de espírito.

USAREI o bom humor como um meio de clarear as idéias e de afrouxar as tensões para ter uma visão bem ampla, sempre com maior esperança, para ter um melhor domínio de mim mesmo e mais ânimo para lutar.

FAREI um auto-expurgo sempre que as coisas chegarem a um ponto de profunda tristeza e melancolia, eliminando a causa do problema, qualquer que ela seja, não deixando que se acumule e atormente a minha mente.

PROCURAREI ser bem-humorado em todas as atividades do meu dia-a-dia, refletindo esta atitude no meu semblante e mostrando boa saúde e confiança em mim mesmo.

PROCURAREI dominar a minha indignação e revolta com os erros e as imperfeições dos outros, mostrando calma e compreensão, dominando qualquer temperamento impulsivo, violento e intempestivo que possa ter. 

PROCURAREI sempre me conscientizar do verdadeiro valor da saúde física e mental e manterei uma atitude mental positiva, mesmo diante de desgraças e deficiências físicas, fazendo exames médicos preventivos periódica e regularmente.

PROCURAREI esquecer os meus próprios males, quando incuráveis, e farei pelo próximo tudo o que estiver ao meu alcance para ajudar a aliviar as suas dores e sofrimentos.

ATENUAREI os meus próprios sofrimentos físicos, pois estou consciente de que milhões de portadores de necessidades especiais lutam e sofrem com maior dificuldade e dores maiores que as minhas, suplantando-as.

TUDO farei para não me tornar vítima de males imaginários e tomarei cuidado para não alimentar perturbações desse tipo sobre a minha saúde, afastando qualquer sugestão de terceiros neste sentido.

TEREI plena consciência, diante do aparente infortúnio que porventura se abater sobre a minha saúde, de que os meus atributos espirituais constituem a minha maior defesa e terei força suficiente para reagir.

SE não puder alterar os fatos, diante de doença grave e incurável ou quando portador de defeito físico, esforçar-me-ei o mais possível para suportar os males e tirar da situação o melhor proveito, não me deixando alquebrar nem permanecer de mau humor.

JAMAIS desempenharei o papel de “coitadinho” ou de mártir face às doenças e ao sofrimento, pois sei que tudo é transitório; procurarei suportar as situações dolorosas e penosas, lutando com determinação para suplantá-las.

QUANDO houver instantes em que sentir que não é mais possível continuar, não entregarei os pontos, pensarei nos outros e fortalecer-me-ei espiritualmente na certeza de que muitos não cederam, mesmo diante de situações mais penosas.

ESTOU consciente de que o pensamento pode me deixar doente; por isso, não me deixarei abater nem me deixarei sugestionar ou influenciar por comentários de terceiros sobre a minha aparência física (presumivelmente) doentia.

ENFIM , estarei sempre alerta para, com o meu poder espiritual e a minha personalidade forte, provar que o único obstáculo para alcançar e manter boa saúde está nos meus próprios pensamentos, bastando apenas ter coragem, espírito de luta e resistência ao mal.

----------------

Autor: Caruso Samel



Nenhum comentário: