quinta-feira, 2 de junho de 2016

O QUE É HUMANISMO?


O tipo de resposta que se recebe à questão “O que é o humanismo?” depende do tipo de humanista a que se pergunta!
A palavra “humanismo” tem diferentes significados. Como, com frequência, autores e oradores não clarificam qual o significado a que se referem, quem tenta explicar o que é o humanismo pode facilmente tornar-se numa fonte de confusão. Felizmente, cada significado da palavra constitui um tipo diferente de humanismo e os diferentes tipos são facilmente separados e definidos pelo uso de um adjectivo apropriado. Torna-se, então, relativamente fácil resumir desta forma as variedades de humanismo.

Humanismo Literário
É a devoção às humanidades ou cultura literária.

Humanismo Renascentista
É o espírito de procura de conhecimento que se desenvolveu no final da Idade Média com o renascer dos textos clássicos e uma confiança renovada na capacidade do ser humano em determinar por si próprio a verdade e a falsidade.

Humanismo Cultural Ocidental
É um nome apropriado para a tradição racional e empírica que se originou em grande parte na Grécia e Roma antigas, evoluiu durante a história europeia e constitui, no presente, um pilar básico da postura Ocidental perante a ciência, a teoria política, a ética e a lei.

Humanismo Filosófico
Aplica-se a qualquer perspectiva ou atitude perante a vida centrada nos interesses e necessidades humanas. As subcategorias deste tipo incluem o Humanismo Cristão e o Humanismo Moderno.

Humanismo Cristão
É definido pelo Terceiro Novo Dicionário Internacional Webster como "uma filosofia que defende a auto-realização do homem dentro da estrutura dos princípios cristãos”. Esta fé mais centrada no homem é, em grande parte, um produto da Renascença e constituiu uma parcela do humanismo Renascentista.

Humanismo Moderno
Também chamado Humanismo Naturalista, Humanismo Científico, Humanismo Ético e Humanismo Democrático, é definido por um dos seus principais proponentes, Corliss Lamont, como “uma filosofia naturalista que rejeita todo o sobrenaturalismo e se apoia com primazia na razão e ciência, na democracia e compaixão humana”. O Humanismo Moderno tem uma origem dupla, secular e religiosa, e estas constituem as suas subcategorias.

Humanismo Secular
É um desenvolvimento do iluminismo racionalista do séc. XVIII e do livre-pensamento do séc. XIX. Muitos grupos seculares, como o Council for Secular Humanism (Conselho pelo Humanismo Secular) e a American Rationalist Federation (Federação Racionalista Americana), e muitos filósofos académicos e cientistas não filiados entre si, defendem esta filosofia.

Humanismo Religioso
Originou, em grande parte, da Cultura Ética, Unitarianismo e Universalismo. No presente, muitas congregações Unitárias Universalistas e todas as sociedades de Cultura Ética descrevem-se como humanistas no senso moderno.

A maior ironia em lidar com o Humanismo Moderno é a tendência dos seus defensores em discordarem se esta visão do mundo é ou não religiosa. Os que o vêem como uma filosofia são os Humanistas Seculares enquanto os que o vêem como uma religião são os Humanistas Religiosos. Este diferendo dura desde o início do séc. XX quando as tradições secular e religiosa convergiram e deram origem ao Humanismo Moderno.

------------------------
Autor: Fred Edwords
Texto completo em:

Nenhum comentário: