quinta-feira, 2 de junho de 2016

DEUS, O PODER CRIADOR.

Muitos se interrogam sobre a natureza e origem de Deus, Poder Criador ou Grande Arquiteto, não importa o nome que damos a Ele, o que importa é não fantasiarmos sobre esta Energia Superior e Criadora. Então, quem é afinal esse ser que nos motiva a conhecê-lo?

Acredito que Deus não é uma ideia nem tão pouco uma teoria. Se o procurarmos na racionalidade dos nossos próprios preconceitos, nada poderemos vivenciar. Acredito que nosso Criador não é para ser teorizado, mas sim interiorizado na convicção que soubermos construir através do uso da razão em nossos estudos e intuição. Se quisermos procurar Deus, devemos olhar para nós mesmos e a natureza, compreendendo que em nós estão todas as respostas.
Mas aonde estão as evidências deste Ser Grandioso, afinal? Digo a todos que estão na água que corre em cascata nos riachos da montanha, nas árvores que se curvam delicadamente sobre a brisa das planícies, dando voz ao vento que nelas se tornam presentes. No vôo suave dos pássaros, na voz cristalina de uma manhã deliciosamente pronunciada na saudade de um tempo onde tudo era perfeito. Ele está na luz espreguiçada de um sol que nos alimenta, na espuma rebelde de um mar tornado consciência nas memórias de um futuro que se pressagia equilibrado. Ele está em nós; cada um no olhar contrário de todos os outros. 

Conhecer o Criador é senti-lo na natureza de toda a criação, compreendendo que todos somos um só. Um único ser, uma mesma consciência. Contudo, a verdade por Ele transmitida não pode ser totalmente compreendida pelo Homem. Tem que nascer na interioridade de cada um, motivada pela força concreta de um caminho por nós iniciado. 

De nada serve todo o conhecimento que possamos adquirir se em nós não existir a vontade necessária para lhe dar forma e conteúdo. A virtude não está só na verdade, mas também no esforço que fizermos para alcançá-la. Apenas quem souber segurar as palavras na sua essência mais profunda, cultivando-as como sementes de uma árvore por germinar, poderá verdadeiramente compreender todos os ensinamentos que lhe são propostos. 

Acredito, também, que o amor é uma das nossas maiores necessidades. Ele é único na sua essência, pois nada existe para além dele. É como a voz do vento que traz até nós as fragrâncias da nossa terra, como o serpentear do ribeiro que nasce na cascata da montanha e que nos faz recordar o futuro de uma existência onde nos tornaremos um só com Deus. Digo-vos que o amor é a razão que motiva todo o universo, a força vital inerente a toda a criação. 

É único, indivisível. É isso que o Criador espera de nós...



Nenhum comentário: